Buscar
  • SEVENSE7E

Uma estratégia de sobrevivência ao corona vírus para sua Startup.

Com o Covid-19 enfrentamos uma pandemia com reflexos mundiais em todos os aspectos, se você lidera qualquer empresa iniciante ou pequena empresa, deve se perguntar: "Qual é o plano B?”

Aqui estão algumas reflexões sobre como operar em um cenário de incerteza.


Impacto

O isolamento social e uma emergência nacional declarada tiveram um impacto imediato nas indústrias que agrupam pessoas; conferências, feiras, companhias aéreas, navios de cruzeiro, agências de turismo, hotéis, eventos esportivos, teatro, cinema, restaurantes e escolas. Grandes empresas estão dizendo aos funcionários para trabalhar em casa. Grandes redes de varejo estão fechando suas lojas. Embora o impacto sobre as pequenas empresas e os trabalhadores autônomos não tenha sido notícia recorrente, será pior para eles. Eles têm menos reservas de caixa e uma menor margem de erro para gerenciar quedas repentinas. O efeito cascata de todos esses fechamentos terá um grande impacto em nossa economia, pois cada setor afetado coloca as pessoas fora do trabalho e as pessoas demitidas não compram produtos e serviços.

Já não é mais o normal para o resto da economia. De fato, o desligamento da economia por uma pandemia, muito provavelmente nunca aconteceu. Se você estiver administrando uma startup ou pequena empresa, sua primeira prioridade (depois da sua família) é manter seus funcionários e clientes em segurança. Mas a próxima pergunta é: ‘O que acontece com a minha empresa?”

As perguntas que todo CEO de startup ou pequena empresa precisa fazer agora são:

Qual é o meu burn rate? (Essa métrica se refere, basicamente, ao capital necessário por mês para que uma empresa nova no mercado mantenha as suas operações.)

Para responder à primeira pergunta, faça um balanço da sua taxa bruta de burn rate - a velocidade com que sua empresa "queima" o dinheiro dos investidores. Por exemplo, quanto você gasta por mês? Quanto disso diz respeito as despesas fixas? E as despesas variáveis? Em seguida, analise sua receita real todos os meses - não sua previsão, mas a receita real chegando. Se você é uma empresa em estágio inicial, esse número pode ser zero.

Subtraia sua burn rate bruta mensal da sua receita mensal para descobrir a quantidade de tempo em que essa empresa se manterá solvente, assumindo que não é possível arrecadar mais dinheiro. Se você está ganhando mais dinheiro do que está gastando, possui um fluxo de caixa positivo. Se você é uma startup e tem menos receita que suas despesas, esse número é negativo e representa a quantidade de dinheiro que sua empresa perde ("queima") a cada mês. Agora dê uma olhada na sua conta bancária. Veja quantos meses sua empresa pode sobreviver queimando essa quantia de dinheiro por mês. Esta é a sua pista - a quantidade de tempo que sua empresa tem antes de ficar sem dinheiro.

Algo precisar ser feito para equilibrar as contas e você deverá repensar seu modelo de negócio, seja para aumentar receitas e/ou para diminuir despesas.

Como é o meu novo modelo de negócios?

Agora é o momento de se reinventar! Como o mundo de hoje não é mais o mesmo de um mês atrás e provavelmente será pior daqui a um mês, se o seu modelo de negócios hoje parecer o mesmo de sempre, você está em negação - e com chances de grandes perdas. Utilize esse tempo de quarentena para testar suas suposições sobre seus clientes e como melhorar sua receita e olhar para dentro e pensar na sua redução de despesas.

Esse é um problema de três meses, um ano ou três anos?

Em seguida, você precisa avaliar quanto tempo esse problema vai durar. As paralisações das empresas serão um pontinho temporário na economia ou levarão o mundo a uma longa recessão?

Se forem apenas três meses (parecendo mais improvável a cada dia), será necessário um congelamento imediato de gastos variáveis (contratações, marketing, viagens etc.). Mas se os efeitos repercutirem na economia por mais tempo, você precisará começar a reconfigurar seus negócios, qual é o mínimo que a sua empresa precisa para se manter vivo?

O que meus investidores farão?

Um dos elementos principais da sobrevivência é o acesso ao capital. Como uma startup ou pequena empresa, você deve perceber que seus investidores também estão se perguntando como essa pandemia afetará seu modelo de negócios.

Para todas as startups no curto prazo, haverá menos investidores analisando sua oferta.

Como CEO de uma startup, você precisa saber se sua diretoria vai gritar com você por não reduzir radicalmente a sua burn rate e apresentar um novo modelo de negócios ou eles vão pedir para você parar de se distrair e continuar o curso?

Lembre-se que esse será um período turbulento, mas que não irá durar para sempre e que investidores inteligentes plantarão agora as sementes para a próxima geração de startups.

Lembre-se que é na dificuldade que se cresce e que encontramos as grandes oportunidades.

Muito pé no chão mas muito otimismo também.


Te vejo daqui um tempo muito melhor e muito maior. Boa sorte.


Roberto Pina

17 visualizações

"A adrenalina de fazer um grande negócio acontecer,

agora compartilhada."

 Roberto Pina

  • Facebook
  • Instagram
  • Linkedin
  • YouTube